Vessants

arqueologia i cultura SL



ARQUEOFAUNA

 

ANÁLISE DE INDÚSTRIA ÓSSEA

A análise que se propõe relativa à Indústria Óssea (sociedades pré-industriais), abrangem desde a aquisição da matéria-prima, ou seja a análise dos animais - caçados e/ou domésticos - do sítio, até à sue transformação em elemento útil, integrando toda esta elaboração numa cadeia de trabalho que segue os postulados da escola "cladista" ou Sistémica Filogenética que se desenvolveu a partir das ideias do entomólogo alemão W. Hennig (1968. Elementos de una sistemática Filogenética . Eudeba. Barcelona). Este esquema mantém-se no estudo evolutivo das cadeias da indústria óssea. Por conseguinte, todas as peças ósseas são interpretadas dentro de um modelo teórico baseado nas sucessivas etapas em que o material ósseo se vai transformando (grados de transformação óssea), de acordo com o material localizado no sítio estudado. São analisadas lascas - utensílios pouco elaborados (também conhecidos como utensílios secundários ou de indicadores de fortuna) - utensílios tipificados (ou utensílio indicativo) - e possíveis utensílios reutilizados. Assim sendo, valoriza-se, em especial, a morfologia final (morfo-tipo), já que esta se traduz na representação acabada da intenção de quem fez a peça, e estuda-se o método pelo qual se podem conseguir determinadas formas através dos utensílios ósseos presentes no local arqueológico (grados de transformação técnica, divididas em "extracção" e "elaboração"). As possíveis implicações "funcionais" que, por vezes, a morfologia dos diferentes morfo-tipos faz supor, são estudadas e analisadas, uma vez mais, mediante as marcas de uso.

O resultado final permite comprovar a forma como foram trabalhados os materiais de osso no grupo analisado, assim como a sua possível função que, pode mesmo dizer-se, espelha o tipo de comunidade a que pertence, permitindo-nos inferir vários aspectos caracterizadores da mesma: o modo de vida (sedentarismo e/ou nomadismo, zonas de trabalhos nos sítios arqueológicos em causa); as questões concernentes à arqueozoologia (escolha de animais); os primeiros tratamentos e processos de extracção da carne do osso e os restantes trabalhos industriais que culminam com a conclusão final do instrumento em osso (peças acabadas; reutilizadas e fragmentadas pelo uso).

 

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.